pour toujours

11.1.12

Just 20 Seconds Since I Left You ♥


Está frio na rua. Acelero o passo. Atravesso a estrada sem olhar e chego ao parque. Avisto-te sentado num banco, mesmo no fundo do parque. Deves estar à espera dela. Continuo a andar, tentando não pensar que vou ter de passar mesmo à tua frente, e que não vou poder parar para te cumprimentar. Estou a 5 metros do banco, mas ainda não me viste. Dou mais um passo. Decisão errada, porque tu notaste a minha presença, e olhaste directamente para os meus olhos. Eu viro-te as costas, e quero andar, mas as minhas pernas não me obedecem. Começo a ficar tonta. Sinto os teus olhos cravados nas minhas costas. Não consigo respirar. Pareceu-me ouvir, ao longe, a tua voz, a chamar-me, mas não tenho a certeza. Não quero saber. Faço um esforço enorme, e lá consigo obrigar-me a andar. Só quero fugir dali o mais depressa possível.
Volto ao início do parque, ainda mortificada. Sento-me num banco e olho para o vazio, tentando abstrair-me de tudo, de todos os pensamentos que afluem à minha cabeça, mas nada resulta. Na minha mente, só consigo ver os teus olhos, a tua expressão quando olhaste para mim. Pareceu-me adivinhar ali um laivo de desprezo. Se calhar é o que mereço. 
Sinto alguém a tocar-me no braço. Olho para o lado, esperando ver-te, mas não. É só uma senhora qualquer, que quer saber as horas. "16h42". Mas porque é que eu ainda espero que reconheças que eu existo, quando sei que não o vais fazer?
Levanto-me e saio do parque. Parece que vou ter de seguir o caminho mais longo. Ajeito o cachecol e fecho o casaco. Olho para trás. Já não estás lá, mas não quero ter de passar por ali outra vez.
O meu passo vai ficando cada vez mais rápido, mas não corro. Não estou a fugir de nada nem de ninguém. Só que eu sei que estou a fugir de ti. 
"De nada nem de ninguém", repito em voz alta. Era suposto convencer-me a mim mesma, mas não resulta. Tiro o telemóvel e os phones do bolso. Ponho-os nos ouvidos, e ligo a música. Quero afogar os meus pensamentos em guitarras estridentes e estrondos de bateria. Ponho o volume no máximo. Já não me consigo ouvir a pensar, e assim, sinto-me melhor.
Chego a casa. 
Desligo a música, tiro os phones, o cachecol, o casaco e descalço-me.
Vou à casa de banho e observo o meu reflexo no espelho. Tenho a maquilhagem esborratada. Estive a chorar? Não me apercebi. Ou não me quis aperceber.
Afinal ainda temos algo em comum. Enquanto tu finges não te aperceber que existo, eu finjo que não me apercebo das minhas lágrimas. Mas prometo-te, que será a única coisa que ainda nos liga.

22 comentários:

caroline disse...

força, querida!

P* disse...

obrigada eu minha linda.
sim é um exemplo, mesma, sofreu muito e superou ;)
ah que linda, sempre que estiveres vai não vai, VAIS ahah <3
acerca do texto, força minha querida!

R' disse...

Obrigada querida, espero mesmo conseguir :)
Também gosto muito do teu blog, sigo*

Maggie disse...

Que texto lindo, claro que não é pela história em si, mas sim pela forma como escreves...
E Força!

marianna disse...

continua, está lindo !

nicolemorais disse...

fogo, princesa, este texto está fantástico (as always)! quero que tenhas força, e como te disse, não podes deixar de passar nos lugares que precisas por causa da presença que pode "aparecer". mas podes contorná-los, é verdade. mesmo que demores mais tempo a chegar ao destino, mesmo que seja mais trabalhoso. ao menos não fere a tua segurança e a tua saúde. <3

nicolemorais disse...

estão sempre bons, tonta!
mas é claro que tu consegues, é claro que aguentas! Remember, I'll alwyas be there for you. anytime, anywhere <3

R' disse...

Espero que tenhas razão :)
De nada linda*

anaf. * disse...

está simplesmente lindo !

anaf. * disse...

ó obrigado por essas palavras , mas custa imenso deixar alguém ir , e sim , pode ser o melhor , mas custa imenso !
quanto a ti e a este texto , tens de ter muita força porque só merece as tuas lagrimas quem te dá valor !

anaf. * disse...

sabes que o mesmo se aplica a ti , temos de ter pensamento positivo e não há maneira de superar isto da melhor forma , temos mesmo de pensar no nosso melhor e sermos fortes , porque apesar de tudo temos pessoas que estão ao nosso lado e a esses sim , temos de dar valor !

Chrissie disse...

Oh, muito obrigada, a música é mesmo linda +.+

P* disse...

espero que sim :)
oh, meu Deus, que linda, eu acredito que sim, acredito que vai chegar ao dia que eu me vou arrepender de ter chorado tanto por gente que não valeu nem um segundo do meu tempo, e espero que um dia a consciência lhes pese tanto que nem a consigam segurar, acredito que o futuro se vai encarregar de fazer com que isso aconteça.
Obrigada meu anjo, por todas as palavras, obrigada por as dizeres nos momentos certos, e por me fazeres ver que estarás aqui quando precisar, eu também estarei para ti acredita!

P* disse...

e retiro querida, imensas coisas, ainda bem que confias, ainda bem :)

Maggie disse...

Obrigada pela força querida, mas é difícil ter auto estima no meu caso, muitas vezes tento mas está a ser difícil! Mais uma vez obrigada pelas tuas palavras :)

anaf. * disse...

e sobretudo devemos nos apoiar uns aos outros. sei que nunca falamos , mas se quiseres , podes sempre falar (:
eu também adoro a musica , a letra é mesmo especial *-*

MARIANNE disse...

mais outro texto que não é de todo ficticio. espero que fiques bem, princesa, e que rápido levantes essa cabeça linda.

anaf. * disse...

não te preocupes , eu vou estar atenta ao teu blog e também vou dando opinioes (:

márcia filipa disse...

escreves lindamente eu adoro imenso as tuas palavras.. falando ou não do que sentes é com a alma que o fazes..

Bárbara Cunha disse...

Força linda* :c

Bárbara Cunha disse...

Não tens de agradecer (:

nicolemorais disse...

conhecendo-o como conheço, nem se deve aperceber. mas, no fundo, ele sabe que não está a agir bem.