pour toujours

28.4.17

I Feel It Coming


Não escrevo aqui há demasiado tempo. Talvez por falta de tempo, talvez por falta de tema. Mas a verdade é que sinto saudades de escrever, de publicar aqui, de ler os comentários que outrora foram dezenas, quase centenas. Mas a vida muda. A vida dá voltas que nós esperamos, e outras tão, mas tão inesperadas. E ninguém tem culpa disso. Aliás, se a vida não fosse feita de mudanças estaríamos para sempre estagnados num mesmo local, numa mesma situação, sem previsões de nada, nem de nós mesmos. Isso é tão vazio. Somos feitos, na verdade, de uma imensidão de vazios, feitos para serem preenchidos com dores, com alegrias, com vontades e desejos pecaminosos. Há coisas que não se explicam. Há grandes amores que se desvanecem no ar e há outros que se inflama e criam então o seu próprio lugar dentro de nós. E nós vamos deixando pedaços de nós em toda e cada pessoa que algum dia nos teve. Deixamo-nos aos poucos em toda a gente que passa pela nossa vida e, no fim, afinal, nem sei se a nós próprios pertencemos. E as coisas são mesmo assim, quer queiramos quer não. Não há explicação, não há resposta. Nem é preciso. Não vale a pena. Há outras coisas e pessoas que valem mais.

5.8.16

Boy It's You I Desire


Conheces-me como ninguém. De uma ponta à outra. Sabes os meus pontos fracos e as minhas maiores virtudes. Sabes aquilo que detesto e aquilo que amo. Na verdade, nunca pensei encontrar alguém assim na minha vida. Mas encontrei. Encontrei-te a ti e a tudo isto que nos rodeia. Fazes-me querer dar a volta ao mundo em troca de um beijo teu. Em troca de um toque, de uma carícia. De uma noite de amor ou de uma madrugada de sexo louco num sítio onde ninguém nos conheça. Num sítio onde ninguém nos ouça. Ou que ouçam. Que ouçam a felicidade que transborda das nossas gargalhadas quando estamos juntos. Que vejam a luz que transparece de nós com uma simples troca de olhares. Que vejam tudo e que, o que quer que nos queiram atirar, ressalte. Porque nós somos mais forte que qualquer coisa. E somos mais fortes juntos. Não porque nos anulamos, mas porque nos completamos de uma forma que só nós alguma vez poderemos compreender. Isto é amor. Amo-te.