pour toujours

29.7.17

Next To You, The Sky's More Blue


Amor da minha vida! Porque não quero nunca que te esqueças do quanto te amo nem do que significas para mim... Já não te escrevo algo bonito há uns tempos, mas não quero que penses que as minhas palavras bonitas para ti se esgotaram. Na verdade, aquilo que não tenho escrito no papel, tem estado a transparecer em que prato que adoro cozinhar para ti (até nos mais simples e naqueles que não gostas). Tem tudo estado espelhado até na loiça lavada que te mais vezes gordura do que fairy! No fundo, quero que saibas que as palavras continuam aqui. Realmente, dizem que o amor se vê nos gestos e nos atos e não apenas nas palavras. Eu espero mesmo que todos os meus atos transpirem amor, cumplicidade, carinho e esta vontade enorme que tenho de passar o resto da minha vida contigo! Continuo a apaixonar-me por ti mais e mais a cada dia que passa, a cada manhã em que acordo contigo e em cada noite de verão em que não dormimos em conchinha também. O amor é algo tão grande, mas está tanto nas coisinhas mais pequenas... Nem tudo são ou têm de ser gestos grandiosos; nem sempre o meu feitio é o melhor, o teu humor o mais alegre ou a nossa paciência a maior, mas a verdade é que, ao fim de dois anos, continuamos aqui. Juntos, apaixonados, nem sempre alegres, mas sempre felizes. Felizes um com o outro e um pelo outro, por todas as coisas que vamos conquistando: juntos e a solo, nem que seja algo tão pequeno como conseguir acender o forno sozinha ou tão enorme como as subidas de bicicleta que fazes. No fundo, o que eu quero dizer-te é que não saio daqui por nada, não nos abandono aconteça o que acontecer. Obrigada por me ajudares a construir este mundo, esta vida. A minha existência sem ti (e sem a nossa gatinha linda) não tinha nem metade da piada, do encanto, do entusiasmo, do amor. Amo-te, até depois do fim do mundo. 
Sempre tua, a*

Sem comentários: