pour toujours

1.2.12

Can I Make It Better? ♥


Avô,
Faz hoje um mês que partiste. Não me via a fazer outra coisa a estas horas, senão escrever-te. Desde que partiste, deixaste em mim um vazio muito grande. Maior do que esperava. É verdade. É verdade que nunca fomos muito próximos. É verdade que não foste o avô mais presente. E também é verdade que eu provavelmente, não fui a melhor neta. Mas sabes o que é que também é verdade? O facto de eu sentir a tua falta. Porque sinto. E sei que haverá muita gente a perguntar-(m)se "Então e por que razão não tentaste aproximar-te do teu avô enquanto ainda era tempo? Porque é que só agora lhe mostras todo esse carinho?". Ou talvez seja só eu.
Mas sinceramente, não sei. Talvez tivesse medo da tua reacção. Sempre foste um homem severo, e eu tinha receio que menosprezasses o meu carinho por ti. 
Há pouco tempo, a avó confidenciou-me que nunca te ias deitar sem antes passar, ao de leve e com ternura, a mão no meu retrato que tinhas na tua mesa de cabeceira.
Algumas lágrimas fugiram dos meus olhos quando ela me disse isso. Foram cair na fotografia nossa que tinha nas mãos. Oh... tu eras meu avô. E eu era tua neta.
Como pude ser capaz de duvidar que receberias de braços abertos um gesto do meu apreço? Tenho tantos arrependimentos guardados no meu coração. Tantos. Estão guardados bem lá no alto, para que eu nunca lhes chegue e nunca os consiga afugentar daqui. E eu queria poder recomeçar tudo de novo. Queria poder ver-te outra vez e saldar esta dívida que tenho para com o teu coração, avô.
Queria poder abraçar-te, só mais uma vez.
Tivesse eu percebido mais cedo, o quão importante realmente eras (és) para mim, teria feito muita coisa diferente. Muita mesmo. E não me importa o "efeito borboleta", porque eu alterava todo o meu presente e aniquilava todo o meu futuro, se pudesse ser a neta que queria. Por um dia que fosse.
Tu ainda vives, avô. No meu coração. E naquela fotografia que eu tenho agora pendurada na parede do meu quarto. Tu ainda vives, naquela tinta e naquele papel com a nossa imagem gravada.
E tu viverás sempre.
Porque eu sou tua neta.
E tu és meu avô.

27 comentários:

cláudiagomes. disse...

sei qual é a dor, princesa. Força <3

Raquel Neves (Hapi) disse...

Obrigada por seguires querida!

cláudiagomes. disse...

obrigada por seguires <3

silver disse...

força minha linda <3
bem precisas!

may. disse...

ohhh , muito obrigada mesmo <3

J disse...

Meu amor , comoveste-me :'x
Força minha querida!!
Adoro-te tanto <3

liliana rodrigues disse...

que lindo texto, muita força*
segui de volta fofinha :)

Raquel Neves (Hapi) disse...

Obrigada pelo elogio :$

cláudiagomes. disse...

não tens que agradecer princesa :)

- marianna disse...

está lindo !

nicolemorais disse...

oh meu amor, que tocante... eu também estou a escrever agora para o meu avô. estou contigo <3 ele será sempre teu avô e tu serás sempre sua neta!

Blair disse...

força <3

Joana Filipa disse...

entendo-te tanto!
força <3

joana m. disse...

temos de ter sempre pensamento positivo querida, por mais que nos custe :)

MARIANNE disse...

sei o que é sentir esta dor bem dentro do meu coração e olha, o tempo pode passar, as lágrimas podem correr, mas a saudade fica sempre. a saudade e a dor, porque ela aloja-se e nós habituamo-nos a ela, como se fosse nossa companheira do dia-a-dia. mas, assim como eu, tens de sorrir. olha para o céu, encontra a tua estrelinha, e sorri. fala com ela, ela vai-te responder se conseguires ouvir o teu coração. <3

liliana rodrigues disse...

não tens nada que agradecer coração.

dianadíaz ! disse...

muito obrigada pelos conselhos.
e por acaso esse é um dos meus lemas, nunca me arrependo de nada do que fiz. só do que não fiz :D

L. disse...

Lindo texto amor.E tens toda a razão, o teu avô estará sempre contigo no teu coração, sempre a olhar por ti.Sabes, acho que ele sabia que tu querias-te aproximar dele, e de certeza que te amava com todo o seu coração <3

MARIANNE disse...

sempre que necessitares, eu estarei aqui com as minhas palavras. mas olha, não as profiro só porque sei que vais gostar, eu sinto-as. nunca te esqueças!

MARIANNE disse...

ah, e obrigada por me dares os parabéns. muito obrigada! <3

MARIANNE disse...

qualquer coisa que precisares, estou aqui. <3

MARIANNE disse...

já sorriste hoje? <3

MARIANNE disse...

a sério? ohh, fico feliz ao saber isso.
eu acho que já não sei sorrir de outra forma a ser com sinceridade!

P* disse...

obrigada linda, tens razão, essa gente há-de cair com o passar do tempo...
eu também estarei sempre aqui*
e linda, tens de ser forte, dói mas há-de passar querida. já sabes <3

nicolemorais disse...

tu é que és linda, meu amor <3 obrigada!

MARIANNE disse...

espero proporcionar-te mais sorrisos, daqueles grandes e verdadeiros.
eu acredito que isto dure por muito e muito tempo, como nunca acreditei antes.

raquel barbosa disse...

eu ainda não consegui ler o livro todo, mas do que li, esta passagem é bem verdade *