pour toujours

5.1.15

Need Someone To Numb The Pain


Queria escrever mas não queria que fosses o meu tema. Queria escrever o que quer que fosse que não tivesse um resquício de ti. Gostava de ainda saber o que fazer com as palavras sem ser uni-las para me sentir mais unida a ti. Unida talvez como nunca estive. As coisas já não fazem sentido. Aliás, já nada faz sentido, não se não estiver contigo. Nunca estou contigo. Nunca mais vou estar contigo por isso, é justo dizer que o que resta do que restou já não fará mais sentido para mim. Este texto está tão mau... Começo a achar que já nem quando falo de ti as palavras me saem bonitas. Mal saem, à força ou não, a verdade é que permanecem isoladas no mesmo sítio de há já uns meses. E eu aqui também. Aqui sem te ter ao meu lado. Aqui sem te poder tocar, sem te poder ter. Talvez nunca te tenha tido e tenha imaginado tudo. Mais ainda do que aquilo que imagino e adivinho por entre as palavras que não me dizes. Palavras, palavras, palavras. Quantas vezes é que já repeti isto? Começas a soar-me a redundância. Estes últimos dois anos são puros pleonasmos. Ou putas de redundâncias. Escrevo, escrevo e não digo nada de jeito. Claro que não. Não posso inventar novos vocábulos. Como é que se inventam histórias de um livro que já acabou faz tempo? Preferia estar na rua. Estar ao frio. Ainda sinto frio. Na ausência do teu toque, o ar frio da noite bofeteia-me os sentidos. Já não te sinto. Talvez o teu perfume seja a única coisa tua que permanece comigo. Estou farta de ter a mesma conversa comigo mesma vezes sem conta. Já perdi o rumo aos teus lumes. Já perdi tudo. Quero sentir-me viva outra vez, mas nada me acende. Acende-me, por favor. Acorda-me, ama-me, pede-me, tem-me. Porque mais ninguém conseguirá. Viciei-me em ti e sequei.

1 comentário:

Sofia Alves Cardoso disse...

Irás voltar a encontrar o teu caminho. Pode demorar mas sê paciente. Essa dor vai passar um dia e vais conseguir ser feliz, sozinha ou com outra pessoa qualquer :)
Muito obrigada pelo teu comentário. Tens razão no que me disseste. :)
Beijinhoooo