pour toujours

19.8.12

The Suffering, It Hides The Truth ♥

Quando saíra para a rua, uma chuva miudinha caía, arrefecendo o ambiente e fazendo com que metade das pessoas que costumava ver por ali àquela hora tivessem desaparecido.
O bater incerto do coração e o descompasso dos sapatos no asfalto davam-lhe uma estranha sensação de conforto. Sentia-se completamente perdida, mas a vida ensinara-lhe que por vezes, a incerteza trazia-lhe mais certezas do que a rotina. 
Enquanto deambulava pelas ruas que via agora familiarmente desconhecidas, avistou ao longe um semblante que lhe despertara a atenção. Sentia que já conhecia aquela sombra. Os olhos penetrantes que viam, sem a observarem. Olhos distantes, mas que ela sentia que a conheciam por inteiro. Ele passou por ela sem qualquer hesitação. Sem qualquer recuo ou sinal de reconhecimento. Atordoada, ela lança um nome ao ar. O primeiro que lhe vem à cabeça. Ele pára e vira-se para ela. No mesmo compasso de rapidez e confusão, continuou a andar, sem fazer caso dela, que agora se desfazia e se perdia no que fora(m).
Ele desapareceu-lhe do campo de visão. Sumiu-lhe do olhar e da vida. Mas não da memória. E ela ainda não sabia porque ele (ou o desaparecimento dele) a afectara tanto. E então; soube. Ele era o amor da vida dela. Fora. E ainda o é. 

(Meus anjinhos mais que perfeitos, tenho de vos dizer isto: a minha inspiração foi-se. O meu coração está inerte. E sendo o mais sincera que consigo: quero morrer. Simplesmente sou demasiado cobarde para fazer qualquer coisa. Nunca me senti tão mal em toda a minha vida e preciso de alguém que nem existe. Que se calhar nunca existiu e nunca existirá. Não sei se virei aqui tão regularmente como costumava vir. Preciso de chuva. Preciso de ar e preciso da noite. E preciso de desaparecer. Gosto muito de vocês. Muito mesmo. Obrigada por tudo. Sempre.)

28 comentários:

- Patrícia Barros ॐ disse...

Gostei imenso, adorei, nao escreveria melhor esse final! :)

ohh nao gosto da ideia de estares assim :s, que se passa? 7:

p.s. tenho um blog novo , um privado, quem quiser entrar é mandar email * obg :)

nicolemorais disse...

Não vais deixar de escrever porque eu não vou deixar.
Não vais morrer porque eu não vou deixar.
Não vais desaparecer "porque eu não vou deixar"! Okay? E não digas nada para me contrariar ou só para me calar. Porque vamos lutar. As duas. Como nunca o fizemos antes.
Amo-te.

nicolemorais disse...

Não vou esquecer. E obrigada. E és linda. E ainda bem que prometes. Ah, amo-te.<3

Patrícia disse...

ohh princesa, quero-te forte e feliz. tu consegues!

Cláudia Ribeiro. disse...

Ora essa (:
obrigada querida!

Patrícia disse...

claro que consegues! foi bom matar as saudades, obrigada :')

Cláudia Ribeiro. disse...

és um doce! (:

Gabriela. disse...

Fiz sim ahah, com a ajuda do meu tio mais novito e ele foi o meu apoio xD se ela soubesse não deixava :c
*---* aww fizeste onde?

Gabriela. disse...

ahh muito bem, fogo, quem me dera, eu armava um circo todos os dias para ela deixar e ela nunca,tens sorte xD mas fiz na mesma, tadinha :c
não tens de agradecer querida <3

Gabriela. disse...

já tens a aprovação do teu pai o que é muito bom, aposto que ela depois te vai apoiar :)

- Patrícia Barros ॐ disse...

De nada, seja o que for espero que se resolva :) !

p.s. tenho um novo cantinho, um privado (: quem quiser envia o email e junta-se*

rrrute disse...

é um filme maravilhoso! <3

Gabriela. disse...

ahahha, a minha apoiou a tatuagem acho que tinha medo que eu voltasse a fazê-la sem ela saber xD
ohh *-*

Gabriela. disse...

sim ahahah

- Patrícia Barros ॐ disse...

De nada, qualquer é só dizer :)
já está, obrigada* o link é http://lovee-without-proud.blogspot.pt :)

Cláudia Ribeiro. disse...

A sério? Que bom, obrigada <3

silvioafonso disse...

.



Você se casaria com alguém
que tivesse um filho de um
outro casamento? Pois o cu-
nhado do Luiz se casou e
deu no que deu.

Detalhes no meu blog.

Beijos,

Palhaço Poeta






.

Cláudia Ribeiro. disse...

Já te disse que adoro o teu blog e a maneira como escreves? Adoro mesmo! :o

Cláudia Ribeiro. disse...

Eu acho que são palavras lindas. Estou a ser sincera, acredita! Não tens que agradecer :)

Joo disse...

Espero que tenhas razão princesa <3<3<3<3<3

*AM* disse...

És uma princesa lutadora por isso não desistas, força <3

Adriana disse...

ainda bem que gostaste (:
também me tenho sentido muito assim, mas tenho alguém que me apoia e me faz pensar o contrário, porque apesar do sentimento que tens de querer morrer, isso é apenas passageiro, acredita. e se és demasiado cobarde, é porque sabes lá no fundo que na verdade ainda tens muito para viver e que vais ser feliz! e precisas de escrever, de te expressar e de libertar essas dores, em forma de palavras, colocares todos esses males e emoções no que bem sabes fazer, escrever :) tens de ter algo que te motive, alguém como um amigo, um sonho, um objectivo...qualquer coisa, algo que te faça pensar de modo diferente, sabes? porque nunca estamos verdadeiramente sozinhos e fazemos sempre falta a alguém :) pensa nisso fofinha*

Mariana * disse...

Percebo-te quando dizes que a tua inspiração se foi. Às vezes sentimo-nos tão em baixo, tão tristes, e por muito que tenhamos a dizer, parece que nada faz sentido. Mas melhores tempos chegarão, e disso nunca podes duvidar. Força*

nicolemorais disse...

E eu tenho a certeza que vais conseguir, um dia (mais perto do que pensas), escrever isto. E cumprir. E ser feliz. E sorrir sem representações. E chorar a rir com tudo o que passaste por causa disto.
E tu também és tudo isso! Amo-te e estou sempre contigo <3

*AM* disse...

Obrigada linda <3

Cláudia Ribeiro. disse...

Como tu! Oh, muito obrigada *-*

Cláudia Ribeiro. disse...

Que querida (:

Adriana disse...

ainda bem que sabes isso e é bom que tenhas isso sempre em mente! :)
obrigada :)