pour toujours

13.8.12

Oh Captain, My Captain! ♥


Não sei ao certo como começar um texto para si. Talvez por medo de usar as palavras erradas e desiludi-lo. Soube desde o primeiro momento em que pôs os olhos em mim que era esse o meu maior medo, não foi? Sempre conseguiu ler-me na perfeição, mesmo quando eu não queria que o fizesse. Especialmente quando eu não queria que o fizesse. Foi incansável, em três anos, e posso dizer com segurança que, mesmo que não o saiba, me salvou a vida. No entanto, algo me diz que o sabe. Sempre disse que eu estava a um passo da loucura. A um passo do limite da sanidade, e que, de vez em quando o atravessava. Talvez isso seja verdade, e eu tenha os meus momentos de "panela de pressão", como gostava de chamar-me. Foi um grande apoio. Chamou-me à razão e à Terra quando eu queria divagar e disse-me as verdades que mais me custaram ouvir. As que tantas vezes me levaram a cair completamente na sua frente e desfazer-me em lágrimas. As que mais ninguém dizia. Ajudou-me a superar-me a mim própria, mesmo quando eu atingia a suposta excelência.
Lembro-me da primeira vez que usou a palavra "extraordinária" para me descrever. Disse-me que "Ser extraordinária tem o seu preço". E desde então que essa frase me acompanha diariamente. Tornou-se no meu lema,  e eu percebo agora que tenho de abrir mão de certas coisas, para que o Universo (Deus, diria o professor), me possa dar algo maior e melhor. Engraçado. Foi o mesmo que me disse quando lhe contei acerca do meu amor-perfeito. Nunca foi completamente apologista da nossa relação, e advertiu-me para a pessoa que eu acabei por descobrir que ele é. Tem um dom, o professor. Consegue ler as pessoas apenas pelos olhos, e consegue perceber-lhes aquilo que muitos demoram dias, meses, anos, a descobrir. Tudo numa fracção de segundo. É extraordinário, digo eu.
Recordo-me de me dizer que eu era o Sol por entre pequenas estrelas. Que as ofuscava. Percebeu algo em mim que nem toda as pessoas perceberam. E, olhando-me nos olhos disse-me "Tens um segredo. Escondes algo negro, aí debaixo. Finges viver neste mundo, mas na realidade, vives no subterrâneo de ti. E é um mundo triste. No entanto, no exterior, mostras força e alegria, quando por dentro eu sei que és frágil e insegura." Se tem razão ou não... Bem, no fundo já o sabe, não é? E depois disto, o que poderia eu dizer-lhe? 
Sei que tem a oportunidade de ler este texto, se assim o desejar. Assim como tem a oportunidade de ler todos os textos que aqui tenho gravados. Por favor, tente não ficar muito desapontado comigo. "A um passo da loucura", lembra-se? Mas prometo-lhe que já passou.
E em jeito de despedida, digo-lhe: foi o professor que me moldou, e me fez aspirar (ainda mais) à excelência e ao extraordinário. Obrigada por tudo. "Oh Captain, my Captain"!

24 comentários:

Raquel disse...

Deve ter feito algo mesmo mau :x
Oh, desconheço beleza querida :P

Adoro esse filme! Clube dos Poetas Mortos, uns dos melhores filmes que já vi :)

Raquel disse...

Só o facto de andar a traír já é muito mau!!
Falas de um professor teu não é?

Tiz disse...

eu ando confusa, perdida, com saudades, mas sempre calada. Tenho medo de falar, mostrar o que sinto ou até mesmo sentir alguma coisa.
tens razão princesa, o «para sempre» não existe!
Minha querida, simplesmente adoro este texto!

Sílvia Oliveira disse...

o texto está muito bonito! beijinho

Cláudia Ribeiro. disse...

amei * está lindo!

Joana Santos disse...

eu sei q n :o

nicolemorais disse...

Ahahah, sim, porque aquele abraço que ficou prometido não chegou para me sentir bem. Parece que faltou lá qualquer coisa.
O mal e o problema são dele mas eu parva também me deixo cair.
É, escureci. E sim, significa mesmo isso. Infelizmente.

E este texto...: Extraordinário.

Amante Japonesa disse...

O texto esta mesmo bonito (:

Joo disse...

Desculpa princesa, mas teve de haver um afastamento de mim mesma. Como tens estado? <3

nicolemorais disse...

eu sei, mas estamos a matá-las um pouco <3
Prometo que não desisto.
Adorei! Só lamento que não seja sempre assim ....
Pois faz, princesa. E não, ainda não consigo aclarar :s isto ainda está muito escuro.
Eu sei, eu sei. Mas mesmo assim está maravilhoso.

Gabriela. disse...

este texto PERFEITO OMG!

Raquel disse...

Acredito mesmo que seja mau :x

Gabriela. disse...

estas-lhe mesmo muito agradecida certo? *--*
EU AMO TATUAGEM, ACHO QUE FAZES MUITO BEM!
fiz a palavra "believe" no pulso , mas ainda quero fazer um frase da bíblia mas como essa vai custar muito mais vou esperar pelos 18 *--* e tu que pensas fazer?

Gabriela. disse...

as coisas que ele te diziam são lindas!
*---* eu acho que as tatuagens têm de ser feitas com significado senão não vale a pena, AMO AS QUE VAIS FAZER ! a palavra que ele usava para te descrever.. amo!

Raquel disse...

é dele, mas magoa os outros...

Raquel disse...

É normal...

Gabriela. disse...

ora essa, é verdade *-*
exactamente, é mesmo e no fim a dor valeu a pena :)

Jun disse...

Ola minha princesa! Estou agora num hotel e consegui ter net, yupiiiiii. Tenho tantas saudades tuas e oh, deixa de ser linda (:

Jun disse...

conta-me tudo meu amor, tudinho! sim, esta a correr super bem, hoje vou a paris!

Jun disse...

ela perdoou-o? para a próxima vens coração, és de onde?

Jun disse...

Wow :o centro de lisboa?

Jun disse...

Verdade amor! Oh, ainda e longe...

Jun disse...

Cascais fofinha!

Jun disse...

Sim princesa, vamos puder!