pour toujours

12.7.12

I'll Carry You Home Tonight ♥


Sei que não és feliz. Sei que não aspiravas a que a tua vida acabasse assim, porque ao fim e ao cabo, já morreste. Sei que querias algo mais para ti. Tinhas tanta garra, tanta força... Eras aquilo que o Mundo desejava ser, e agora, vejo-te aí, com esse olhar triste, sorriso meio forçado e gargalhadas que disfarçam soluços. E no dia de hoje, é tarde demais para voltar atrás e fazer tudo de maneira diferente, para que tivesses ficado do lado de quem querias, amavas, e precisavas. Tiveste de seguir a tua vida, porque o teu Mundo deu uma volta de 360 graus, sem que tu tivesses sequer tempo para perguntar "porquê?". Já não exsudas alegria e vontade de viver. O que vier, é o que fica, e adaptar-te-às a isso. Não eras assim... Lembro-me de ti quando ainda lutavas pelo amor fugaz e pelo prazer momentâneo, sempre saboreando a eternidade, às gramas, até que um dia fosse tua por completo. Quem te deixou assim? Quem te perdeu e te tirou o que de teu mais amavas? Querias deixar tudo para trás e ser finalmente feliz, não era? Mas o Mundo não te pertence a ti apenas, e por isso, permaneces aqui, porque já não consegues ir aí ou ali, com a felicidade estagnada e o coração congelado.

15 comentários:

Patrícia disse...

que texto profundo, adorei!

Patrícia disse...

obrigada eu fofinha!

Nina disse...

É sim uma bela crônica, de profundidade ímpar. E quando o amor dói, que fazemos?
Beijos.

Margarida disse...

força!

Mafalda Sofia disse...

acho que estou tal e qual como tu <3

nicolemorais disse...

Está maravilhoso, lindo. Ela ainda vai ser feliz <3

Joana Filipa disse...

também princesa!

nicolemorais disse...

Se não der, I'll kill him.

Cláudia Ribeiro. disse...

Texto lindo *.* Adorei.

o tempo para amar acabou. disse...

a forma como escreves fez-me arrepiar, AMEI! sigo*

Cáa Moutinho disse...

acredito que custe, aliás, nesta vida, o que é que não custa ? :o Mas, tu és forte, e vais conseguir superar tudo isto, acredita ♥ Não precisas de agradecer, mesmo !

Joana Filipa disse...

acho que estou. pelo menos, estou a tentar fazer por isso, meu amor! que texto intenso! continuas a escrever maravilhosamente bem, qualquer coisa, estou aqui <3

o tempo para amar acabou. disse...

Ora essa :)
obrigada <3

Cláudia Ribeiro. disse...

Oh, de nada. Obrigada eu *

- Susana . disse...

adoro*