pour toujours

12.5.12

Lost But Now I Am Found ♥


Pelo chão jaziam os corpos mutilados e despidos de emoção. Pelo ar, esvoaçavam as pequenas partículas de sonhos queimados. O vento soprava forte, cortando o que ainda restava do Mundo. O ar tornara-se pesado e praticamente irrespirável. Ela lutava para não se afogar no meio dos seres frios e graníticos. Mortos. Tal como a sua esperança. Procurava um refúgio de si, para que nunca mais fosse obrigada a percorrer os caminhos fechados, cercados pela censura. Apenas queria escapar. 
Tropeçou num corpo inerte. Olhou para as suas feições, a cor praticamente sumida assustou-a. Aquele rosto parecera-lhe familiar. Pelo meio dos escombros, encontrou uma arma. Encostou-a à cabeça e premiu o gatilho. Caiu. O rosto era o seu. O corpo era o seu. No chão, a sua boca formou o esgar de um sorriso. A vida fora a sua.

29 comentários:

sophie disse...

oh tenho sim :)

Renata disse...

Adorei*

EBA ☮ disse...

gosto *

nicolemorais disse...

sim, tu bem sabes que ajuda! obrigada, meu amor.
este texto, meu Deus...

ParadoxoSD disse...

em tao poucas linhas fizeste um texto brilhante, parabens*

nicolemorais disse...

vejamos se consigo desenvolver... essa reação foi porque o texto está lindo - como já tem vindo a ser um hábito da sua parte - e eu não consigo descrevê-lo de outro modo. desta vez foi-me mais difícil ver a tua alma no meio desta ficção, e espero que não estejas com esse sentimento de perder a tua vida. não vai ser o teu corpo, ali, inerte no chão. vais viver muito ainda!
está bem desenvolvido, cara princesa? <3

nicolemorais disse...

desde já agradeço!
ainda que seja "completamente fictício", a senhorita sabe que tem sempre um pouco de si nas entrelinhas. que amiga seria eu se não soubesse vê-lo?

nicolemorais disse...

que agradável é saber isso :')
digamos, então, que essa oração demonstra que, ainda que o seu ser esteja meio apagado, nunca perde uma das suas caraterísticas mais bonitas: o seu sorriso. e é bom que não perca, porque esse sorriso levar-lhe-á a subir de novo à altura devida, em vez de andar aí, perdida pelas ruas escuras.

APENAS PALAVRAS disse...

Amei o texto lnda....Estou passando pra te deixar um bj de afeto e que seu fim de semana possa ser maravilhoso...

silver disse...

obrigada meu amor, aiii minhha fofinha <3

Maria João Cardoso disse...

será que te posso pedir um favor? ontem de noite decidi criar um blog de fotografias minhas. será que podes passar por lá? e se gostares segue-me. aqui tens:

http://aminhavidaemfotografia.blogspot.com

Renata disse...

Não tens de que e ainda bem que gostas-te. Espero mesmo que fique tudo bem :s

Izza Shocks. disse...

Obrigada querida :)

EBA ☮ disse...

A sério? Porquê? $:

ParadoxoSD disse...

oh muito obrigada, ando a tentar mudar um pouco a forma como as palavras são utilizadas pelos escritores. :)

Maria João Cardoso disse...

ohh muito obrigada a sério :$

Maria João Cardoso disse...

tu e muita gente aposto (:

EBA ☮ disse...

É uma merda estar assim s:

Ana Margarida disse...

Adorei e oh, meu amor, obrigada :))

nês disse...

Obrigada. Há uma coisa que não compreendi, que foi a parte de te identificares. Isso será bom ou mau? :)

m. disse...

não gosto de ver que estas palavras de morte voltaram... isto assusta-me, mesmo que o texto esteja maravilhoso!

m. disse...

mas e tu não tens esse desejo, docinho? este texto vem depois de alguma conversa, desabafos, arrependimentos.. já está tudo bem! <3

m. disse...

se quiseres eu primo o gatilho por ti, mas sabes a quê? a estas tuas ideais que me fazem querer correr até aos teus braços, só para saber se estás realmente bem. <3

m. disse...

irei, não irei? ainda nem acredito... <3

EBA ☮ disse...

Só quero que tudo corra pelo melhor $;

nês disse...

pois foi exactamente o que me acontecei só que nós ainda estamos juntos.

Maria João Cardoso disse...

achaste? :$

Maria João Cardoso disse...

ohh muito obrigada $:

nês disse...

obrigada minha linda :D