pour toujours

10.5.12

I Was The Dream Weaver ♥


(Meu queridos e fofinhos seguidores, fui destacada para escrever um texto para a inauguração da nova Biblioteca da minha escola. Foram estas as palavras que me saíram, quando comecei a escrevê-lo, e gostava de saber a vossa opinião!)

Trespassou as portas da sala. À sua frente viu as imensas prateleiras, inundadas de livros. Nunca tinha visto uma sala tão bonita na sua vida. Sim, é verdade que precisava de alguns retoques, mas a história presente dentro daquelas quatro paredes impregnava-se-lhe na mente, e tudo isso, tornava aquele pequeno local, o maior e melhor do mundo. 
Aproximou-se de uma das estantes. Pegou no primeiro livro que lhe veio à mão "Cem Poemas Portugueses No Feminino". Tinha de o ler. As palavras chamavam por si. A capa, tão rosada como a sua face, atraiu-a. Reparou que na lombada, estava um pequeno autocolante azul. Não sabia para o que servia. Não queria saber, só queria absorver as palavras, a tinta preta cravada no papel amarelado. Dirigiu-se à secretária que estava à porta. Por trás, estava sentada uma senhora, que reconheceu como a autoridade daquele pequeno espaço. "Quero... não, preciso de ler este livro". A senhora tirou-lhe o livro das mãos. Por momentos, sentiu-se a sufocar, com o receio de nunca poder vir a saber o que estava escrito naquelas páginas. Viu a senhora apontar os número do pequeno autocolante azul misterioso. O seu coração bateu um pouco mais rápido. Estava prestes a estender a mão e retirar-lhe o livro, se necessário. Sorriu, ao imaginar a cena. Provavelmente, não iria muito longe. "Menina?" ouviu chamar. "Tem aqui o livro. Traga-o de volta daqui a uma semana, está bem?". O seu coração abrandou os batimentos, o ar retornou ao seu peito e sentiu-se a pessoa mais tola do mundo, por ter engendrado aquele plano. Agradeceu e saiu. Regressara ao mundo real, e só desejava poder voltar para o seu sítio. 
Devorou o livro em  pouco mais de dois dias. Não o pousara por um segundo. As palavras aí patentes ficaram-lhe gravadas na memória. O cheiro do papel, a grafia das letras. Só o devolveu no final da semana. Não queria incomodar a senhora simpática. Não queria ser expulsa do seu sítio. 
Passou a ir lá todos os dias. Passou em revista todas as estantes, leu todos os livros que lhe chamaram a atenção. Aquele tornara-se o seu refúgio. 
Até que  um dia, o seu coração parou, quando viu colado na porta um bilhete que dizia "Fechado". Fechado? Como podiam fechar o seu sítio? Porquê? Não estava certo. Muito menos era justo.
17 de Maio de 2012. Passou mais uma vez pelo seu sítio. Seu, como quem diz, porque já mal o reconhecia. Estava maior. Já não podia dizer que era o "seu pequeno espaço", e, embora continuasse acolhedor como sempre, tudo era novo. De facto, não podia dizer que não gostava. Continuava a ser seu, o espaço. Continuava a ser sua, a Biblioteca.

20 comentários:

silver disse...

ficou tão gostoso!! <3

Ana Margarida disse...

Gosto tanto, tanto. Aliás, como sempre, meu docinho.

Pedacinhos de mim disse...

Gostei mesmo da forma como abordaste o tema e escreveste todo este texto. Gostei bastante mesmo. Um Beijo :)*

RitaF. disse...

Está muito giro, tu escreves maravilhosamente bem!

ParadoxoSD disse...

O texto ficou muito bom, parabens*

patrícia disse...

ficou lindo!

m. disse...

não sei o que dizer... apenas que me cativou do início ao fim! está maravilhoso, assim como tu. não, minto: tu és mais! <3

nicolemorais disse...

oh, está mesmo mesmo lindo <3

nicolemorais disse...

oh, eu sei, tu estás comigo sempre, no bem ou no mal. amo-te por isso e mais <3

EBA ☮ disse...

estou contigo também, acredita (:

RitaF. disse...

As verdades são para se dizer :)
E obrigada pela força querida!

silver disse...

tu sempre uma querida, meu doce <3<3<3
ai, és tão fofa e liiinda :3

Ana Margarida disse...

Espero que seja sempre, meu amor! <3 É bom sentir a tua presença no meu blog. Fazes já parte dele.

silver disse...

eu tenho uma colega que é apaixonada pelo inverno, e adora chuva, por isso, não <3
eu gosto mais do calor, aiiii.

silver disse...

isso é verdade, não dá mesmo para tirar tudo <3<3
em parte também gosto do inverno, de ficar na caminha, naquele quentinho, enroladinha nos cobertores, mas nos últimos dias tem chuvido muito, e é disso de que não gosto.
meu anjo <3

Margarida disse...

ohhh *-* és uma fofa princesinha <3

micaela. disse...

awwn, adoro! tens imenso geito para escrever! sigo *

EBA ☮ disse...

obrigada eu (:

Ana Margarida disse...

Que doce de amiga que aqui criei <3

sophie disse...

muito obrigada :))