pour toujours

13.11.11



As palavras vagueiam na minha mente confusa.
Tinha um caminho planeado: seguir em frente e não mais parar, mas não consigo deixar o meu passado. Não consigo virar a página e continuar a viver, fingindo que nada aconteceu. Tu destruíste-me. Tu deixaste-me no chão, sem forças para que me conseguisse levantar. Foi por tua culpa que passei noites em branco, foi por tua culpa que me afoguei nas minhas próprias lágrimas. Mas queres saber uma coisa? Deixaste-me mais forte, MUITO mais forte do que aquilo que alguma vez virás a ser, e por isso, agradeço-te. 
E eu vou conseguir virar, rasgar, queimar, destruir, aniquilar a página da minha vida que manchaste com as tuas palavras e actos de ódio.

1 comentário:

nicolemorais disse...

hmm, parece-me que assim que te encontrar na net já temos tema de conversa! :)
VIVE, princesa linda <3