pour toujours

15.6.12

Waterloo Sunset's Fine ♥


E já tentei escrever mais do que muitas palavras, e, depois de tantas que já gastei contigo, parece que a inspiração e o amor me deixaram mal. Tenho a sensação estúpida que vais ler isto, mas mesmo assim, acho que não o vais fazer. Seria demasiada sorte. Ou azar. Ou o que lhe quiseres chamar. Seria esperar demasiado de ti, embora me consigas surpreender e calar estes meus pensamentos com tanta facilidade que dói. Tal como fizeste hoje. Confesso que andava a apregoar que o destino não queria que os nossos corpos de carbono terrestre se cruzassem de novo, numa mesma rua, mas afinal, tudo isso era um descalabro. 
Hoje, vimo-nos. Estivemos juntos. Apercebeste-te que quando te vi comecei a tremer, ou a distância não dava para tanto? A primeira coisa que me pediste quando nos encontrámos àquela distância mínima foi que te abraçasse. E eu fi-lo. Não sei se inconsciente dos encargos que isso mais tarde trará ao meu coração, mas "enfim...", que é o que sempre digo quando me falam de ti. Quase me ouviste a cantar, sabias? Pediste-me para voltar ao palco e cantar mais uma vez, mas eu conheço os meus limites. Provavelmente, a minha voz tremeria, por saber que os teus olhos estariam fixos em mim. Ou talvez eu fixasse os meus olhos nos teus, e esquecesse o mundo, como tantas vezes fiz. 
Deste conta de que eu estava a tremer. Não sei porquê. Talvez fosses tu, talvez fosse o esforço que fazia para andar em frente. Talvez fosse uma mistura dos dois. Ou talvez fosses só tu. Obrigada pelas duas horas fantásticas que me deste. Porque, com o peso do meu corpo apoiado em ti, senti-me segura. Como quando me mandaste para o lado oposto da estrada, e me ajudaste, com toda a calma do mundo a descer as escadas. Com aquela maldita pulseira com o meu nome, ainda posta no teu pulso.  
Agora, faz boa viagem, meu amor-perfeito, e diverte-te, porque actuar na "Broadway" de Londres é o meu sonho. Que tu vais realizar, meu Luciano Pavarotti (vá, tens de admitir que fica semelhante!).

29 comentários:

nicolemorais disse...

gostei muito! <3

nicolemorais disse...

gostei, juro!
não sei, tens de me dizer :b

nicolemorais disse...

tens de dizer :b

nicolemorais disse...

ahaahaha, sabes tão bem <3

Catarina F ;) disse...

Oh, nada disso minha querida, simplesmente não suporto ver alguém que precise de falar ou que precisa de se animar e eu ficar quieta...isso nunca! Tas a vontade mesmo ;D*

Maria João Cardoso disse...

lindo (:

Tiz disse...

adoro, adoro sempre o que escreves :b

Tiz disse...

só estava a dizer a verdade e devias de começar a dar mais valor ás maravilhas que escreves <3

Mel disse...

aceito de tudo um pouco ihihihi então?

Mariana disse...

adoro *-* gostava que pudesses ver o texto que escrevi no meu blog, obrigada :)

Tiz disse...

convencida ou não, continuarás a escrever sempre bem :b <3

Mariana disse...

Muito obrigada pelas palavras a sério querida :c
eu tentei seguir em frente, mas sem ele está a ser muito difícil mesmo :c <3

Mariana disse...

dói tanto :c

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

adoro adoro adoro adoro! assim como a música.

Catarina F ;) disse...

Nada disso querida mesmo, desde que eu possa ajudar....já fico muito contente ;D*

Catarina F ;) disse...

* E ainda bem que és assim ;D*

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

não tens que agradecer quando eu só digo a verdade minha linda :)

LEAH disse...

ainda bem minha querida <3

ParadoxoSD disse...

achei lindo texto*

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

para quem merece ;)

Maria João Cardoso disse...

as coisas já estão bem (:

Maria João Cardoso disse...

podes crer (:

nicolemorais disse...

Oh, é isso mesmo, princesa. "Aprendemos com os erros." Amo-te e obrigada <3

nicolemorais disse...

De facto, também não sei.
Ahahah <3

Mel disse...

bem, as outras já conhecia praticamente todas. adorei a Until We Bleed, muito obrigado princesa

Mariana disse...

Não sei se vai passar ... :c ele é tudo que eu tinha e nunca soube *

Cinda disse...

Como eu amo mesmo os teus textos, tocam-me de uma maneira (:

Mariana disse...

ai, tens mesmo razão :c sabes, no fundo o que eu queria mesmo era que ficasse tudo bem com ele e que ele voltasse a ser quem era :c era o que eu queria mesmo! :c
Eu só queria que ele voltasse a ser o mesmo, comigo, com todos! Era o que eu mais queria. Ele é da minha turma ... gostava de voltar a entrar na sala de aula e ver que ele continuava o mesmo, gostava de ir buscar a minha pasta ao cacifo e ele chegar e de repente me abraçar com aquele sorriso lindo, gostava mesmo que tudo se voltasse a repetir <3 :c

Mariana disse...

gostava tanto q acontece-se ... muito obrigada pelas palavras, a serio!
*-*