pour toujours

30.4.12

And The Road Gets Tough I Don't Know Why ♥


Trago na mente e no coração milhões de perguntas guardadas. A mais latente? Tu. Porque voltaste?
Não sou a mais bonita. Não sou a mais inteligente. Não tenho um corpo de arrasar. Não sou a mais extrovertida nem a que passa todos os minutos do seu dia a falar contigo, Não sou a que está contigo todos os dias (aliás, começo a achar que evaporaste da face da Terra) ou a que te diz que te ama cada vez que te vê. Não. Não sou a melhor. Então, porque voltaste? Porque sabias que não te iria dizer que não? Porque sou um alvo "fácil"? Porque te deixaste levar pelo momento? 
Sabes, quando te vejo com os teus amigos, bem vejo os sinais que trocam (não digas que é mentira, meu tonto). No teu dia de aniversário, bem vi os olhares que te lançaram, as piadas que fizeram. Ouvi quando disseram "Agora só faltam vocês ficarem juntos de novo". E ouvi os risos colectivos quando atrasaste toda a gente porque me querias acompanhar a casa. "Posso ir com vocês? Eu tapo os olhos!" (Sim, também ouvi isso). Ouvi todas essas palavras. É isso que me dá um pouco mais de segurança; saber que eles talvez já soubessem de alguma coisa. Porque da tua boca pudessem ter saído as palavras "Tenho saudades dela". Sabes o que faz o meu coração acalmar todas as questões aí patentes? O facto de teres vindo ao meu encontro, no outro dia. Porquê? Porque tu nunca o fizeste. Nunca assim tão de surpresa. Nunca com o intuito de deixar, já ao longe, o meu coração a mil. E o teu contínuo medo irracional que algo me aconteça? E quando ficas a observar-me ao longe? Sim, eu sei que ficas; sinto o teu olhar cravado nas minhas costas, e quando olho para trás, estás lá, a observar todos os meus passos, com o mais belo sorriso do Mundo, dirigido só a mim.
É por isso que eu te digo que o meu coração é um idiota. Por ter dúvidas. E por não as ter. 
Mas olha, por favor, diz-me alguma coisa. Tenho o coração nas mãos. E hoje? Esperei por ti praticamente 6 horas. Onde estavas? Se me vais (tentar)  deixar cair do novo, desengana-te, porque desta vez, as asas que me deste, não as vou cortar, irei mantê-las, e garanto-te que não cairei de novo. Garanto.
Mas ouve, és lindo, meu amor-perfeito.

18 comentários:

Lúcia Pereira disse...

oh muito obrigada querida. eu estou feliz, ou melhor, eu sou feliz, mas com ele a meu lado estava muuito melhor :)

patrícia disse...

lindo!

-M. disse...

ai minha linda ..

Pedacinhos de mim disse...

Muito boa a capacidade que colocaste neste post. Gostei muito de ler hoje um pouco daquilo onde me revejo por vezes. Um Beijo :)*

Ana Margarida disse...

Como está bonito, minha querida andrii. E, oh, espero que ele tenha uma desculpa suficiente boa para te ter deixado tanto tempo sozinha. Mereces tudo de bom, volto a dizer.

Cláudia Ribeiro. disse...

Adorei* :o

nicolemorais disse...

não vais cair. não vou deixar.

m. disse...

quer ele tenha as respostas que tu necessitas, quer não, as asas continuarão bem aí nas tuas costas. elas não vão ser cortadas. e acredita, não te deixarei cair por causa de um rapaz que já provou que não te merece. e, se algum dia ele demonstrar o contrário, pode ser que mude de ideias. até lá, ficas segura!

Cláudiia * disse...

gosto muito, está magnifico *

-M. disse...

pois é querida, muito obrigada <3

-M. disse...

desta vez são precisos :)

Cláudia Ribeiro. disse...

De nada querida.
Pois é, nunca é tarde demais para tentar pelo menos, basta ter força e vontade (:

Ana Margarida disse...

Oh a sério, minha querida? Realmente .. Podia ao menos ter avisado! Sê forte <3

Inês Geraldes disse...

Muito obrigada!
Adoro :)

Cláudiia * disse...

de nada querida (:
gostava que sim, por vezes :x

Lúcia Pereira disse...

sim . a vida é demasiado curta para perder tempo a estar triste , tenho é de aproveitar a vida :))

-M. disse...

como tu <3

Cláudiia * disse...

sim :x

http://www.facebook.com/escreverporpaixao , põe "gosto" na página se também tu gostas de escrever e se puderes divulga para que esta comunidade aumente ^^
a dona da página agradece.