pour toujours

22.12.11

And Then What? ♥




Sinto necessidade de escrever. Apenas escrever. Deixar que as palavras que me afogam a mente inundem o papel.
Não tenho tema para desenvolver, nem regras a seguir. O que sair dos meus pensamentos enublados aparecerá nestas linhas.

Estou farta de tentar emendar e rasurar toda a minha vida, todos os meus actos. Claro que às vezes, sendo uma pessoa consciente daquilo que a nossa sociedade impõe, tenho de corrigir os meus erros: mas hoje não. 

Hoje, as folhas de papel em que escrevo são a minha liberdade. São o meu porto de abrigo com cheiro a maresia.

Os dias de chuva toldam-me a visão, mas enaltecem a minha mente, deixando-a apta para descortinar (ou talvez não...) os caminhos que terei de percorrer até o meu coração cessar os seus batimentos.
Complico as palavras e simplifico os gestos. Clássico. Deixo que o medo se apodere de mim e vivo como o resto dos desprezíveis seres humanos que por aí existem. Não me resta outra opção.

O bater das asas da borboleta ensurdece-me e eu deixo de conseguir pensar. 


Não há nada a fazer a não ser esperar. E esperar. E esperar, pelos sons que não ouvirei e pelas vozes que não conhecerei. 
Hei-de arranjar um gravador e gravar o simples barulho de uma esferográfica contra o papel. Para me manter sã, e saber que mesmo que não conheça as vozes que deviam esperar por mim, posso sempre (tentar) inventá-las. Inventá-las nas meras linhas e ruas da minha cidade mental. 


Rezo e espero que algo ou alguém me ouça, porque toda a gente precisa de um "milagre" de vez em quando. Eu não sou a excepção do Mundo, por isso rezo, oro, peço, grito entre choros e gargalhadas. Suplico que o barulho da esferográfica não pare até ao final destas linhas.

8 comentários:

nicolemorais disse...

obrigada por essas palavras tão sentidas, princesa. obrigada do fundo do meu coração. e sabes? mesmo que chegues a um momento em que o único som que consegues descodificar é o da esferográfica contra o papel, eu vou sussurrar-te ao ouvido palavras ao acaso, vou sussurrar só para ter a certeza de que também não te esqueces nem te perdes longe da minha voz. ela estará sempre perto de ti, tal como a minha alma, o meu coração, e eu no seu todo. Adoro-te por demais <3

nicolemorais disse...

faço com naturalidade porque tu já fazes parte de mim e não podia ser de outra forma! acredita que o melhor que me podia ter acontecido neste ano foi conhecer-te <3 já sabia pois, ihih *

nicolemorais disse...

acredita que tu também foste a pessoa que fez com que este ano ainda valesse a pena :')

Nada irá intervir disse...

vai ficar a ser o meu lema ahah
Chama-se "Just a kiss", obrigada, só vais ao meu blog pa ouvir a musica? ai ai.
tou a brincar linda, vem as vezes que quiseres ahah

AnnaLuisa . disse...

Tens mesmo jeito para isto ;)
Escreves maravilhosamente bem (:
Sigo *.*

Saraaaa * disse...

obrigada, princesa :)
sigo também *

Saraaaa * disse...

não tens nada que agradecer :) *

Nada irá intervir disse...

ah, ainda bem ahah, não tens de agradecer!
eu também , é a melhor dança, fogo, não há nada mais bonito, queria tanto saber dançar :c